Marlboro Blue

Definitivamente, essa semana não vai ser nada light.

Acho que só vou fumar Marlboro Blue esses dias – o primeiro cigarro para ser fumado especificamente quando você está mal.

Na verdade, eu devia fumar o Marlboro Red, que é fuerte igual aos dias que virão e os que eu deixarei pra trás, porque eu não tô exatamente mal. Procuro não pensar nas coisas, deixar acontecer. Mas aí vem aquela ansiedade, uma taquicardia, todos os problemas que poderiam surgir um dia quem sabe viram problemas reais na minha cabeça e eu tento resolvê-los mentalmente, todos eles.

É melhor não pensar, mesmo. O que eu tinha que pensar eu já pensei: aqui não dá pra ficar, não tenho mais pra onde ir, só me queixo do que não tem pra fazer. O problema de ir embora é justamente a quantidade de coisas que se tem pra fazer. Uma coisa é morar aqui, nessa rua que eu conheço desde que eu nasci, com minha mãe, minha avó e a lembrança do meu avô. Ir para a mesa almoçar sem nem ter pensado no que eu vou comer: já decidiram por mim, já fizeram por mim, já puseram a mesa por mim. E antes disso já compraram o arroz e o feijão por mim. Já pagaram todas as contas por mim. Já lavaram e secaram e dobraram minhas roupas. Aliás, há anos que fazem tudo por mim e por mais que seja muito excitante a idéia de finalmente eu ter de tomar conta de mim mesmo, me dá um medo enorme de não dar conta de ser adulto e não ser milionário. Porque todos esses exemplos que eu dei são o básico. Depois de fazer isso tudo é que você abre a porta de casa pra ir viver. E eu fico me perguntando se vou saber dar conta de tudo isso <b>e</b> viver ao mesmo tempo.

Alguns amigos falam sempre “há, você ganha umas coisas, perde outras, é assim mesmo”. Isso eu sei, isso é claro. Mas o que é que se perde e o que é que se ganha? Essa é a questão.

Não sei ainda o que levar dessa primeira vez. Aliás, sei. Meus discos e livros e algumas coisas a mais, não muitas.

Tags: , ,

2 Respostas to “Marlboro Blue”

  1. Rodrigo Almeida Says:

    Tu conseguisse entrar no dissenso né, blue, blue? Acho que só tu. Olha… publica mesmo… não fica com noia q seriam textos menos acadêmicos ou algo do tipo. Acho que a idéia é constituirmos umas diferenças mesmo entre a gente e mesmo entre um e outro texto nosso.

    outra coisa… gabi, tu e a festa? virou lenda?

  2. flavia. Says:

    dava pra escolher um nome de blog mais simples?

    bem-vindo, vida real, é foda mas é massa.
    :*

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: