antroponímia, eu quero uma pra viver

Assim: é “um filme sobre uma blogueira”, então investe-se no marketing virtual. Nome Próprio só estréia dia 18 de julho, mas já tem blog, flickr, fotolog, MySpace, twitter e, óbvio, comunidade no Orkut (o que eu não recomendaria não, hein, Orkut tá bem out-of-date).

Eu não sei quem tá fazendo a assessoria pro filme, mas não entendo como a pessoa não usou a estratégia mais eficiente para divulgá-lo: sair espalhando em tudo quanto é canto a entrevista de Clarah Averbuck no Noite Afora de Monique Evans, lá nos idos de 2002, quando o livro estava sendo lançado.

Como sou bonzinho, poupo o trabalho de vocês e mostro aí embaixo a entrevista, dividida em duas partes (e com participação especial de Kiko Zambianchi). Não vou pinçar nenhum diálogo, porque todos são geniais. Aliás, por que é que Monique não tem mais um programa só dela (eu ia dizer “programa próprio”, mas alguém ia achar que era um trocadalho, e juro que não era)? Enfim, divirtam-se.

Tags: , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: