ma mère

Ontem vi Savage Grace. Gostei que só, mas não sei se gostei muito do filme ou se a atuação genial escandalizante de Julianne Moore é que melhora tudo. Na verdade, o mais interessante é que o cara filma tudo com muita classe. A galera é toda cheia das piração sexual, mas todos são muito finos. E o cara conseguiu finesse na fotografia, nos cenários, nos figurinos, até na edição.

O problema é que em alguns momentos rola uma mão pesada, não em cenas fortes, mas com coisas do tipo “olhe a minha referência bibliográfica”: no início do filme, a mãe pede pro filho recitar Georges Bataille em francês pra ela. Não precisava, né, a gente consegue entender sozinho.

De qualquer forma, no final fica sempre Julianne Moore na cabeça. Ela faz uma coisa meio Madonna, um tédio do mundo, porra, quando cai no filme certo, a mulher é foda.

Tags: , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: