olhar crítico

Minha gente, as críticas de cinema tão ficando cada vez melhores. Olhem essa aqui, do Batman novo, feita por Pablo Villaça, do Cinema em Cena (todos os direitos reservados).

Quem quiser ter o trabalho de ler tudo, clica aí em cima. Selecionei aqui os melhores momentos:

“Batman – O Cavaleiro das Trevas é um filme exaustivo. Ao sair do cinema, eu tinha a clara impressão de ter sido pisoteado e arrastado por uma manada de touros impiedosos, tamanha a demanda emocional cobrada pelo longa de Christopher Nolan. E ainda que tenha várias e eficazes seqüências de ação, o sentimento de exaustão não se originava destas, mas sim do intenso duelo psicológico protagonizado por seus personagens – afinal, não satisfeito com a idéia de simplesmente matar seus oponentes, o Coringa vivido por Heath Ledger exibe um propósito ainda mais cruel: o de destruí-los psíquica e emocionalmente, levando-os a abraçar o que de mais sombrio possuem em suas naturezas.

[…]

Além disso, como os personagens soam humanos, distanciando-se das figuras unidimensionais presentes em projetos similares, nosso investimento emocional na história cresce exponencialmente

[…]

e se num filme menor isto seria visto como uma estratégia inteligente, aqui o sensato Lucius Fox questiona a atitude de Batman, propondo uma discussão ética que remete diretamente às atuais políticas do governo Bush possibilitadas pelo infame “Ato Patriótico”

[…]

o vilão encarnado pelo falecido Heath Ledger é uma figura que exala instabilidade e perigo

[…]

o Coringa de Ledger nos repele, incomoda – e o fascínio que acaba exercendo sobre o espectador é similar ao de um desastre de automóvel, já que olhamos para os destroços com uma curiosidade mórbida ao mesmo tempo em que desejamos nos afastar rapidamente dali.

[…]

E se todos estes elementos já servem para externar o desequilíbrio interno do personagem, ainda mais brilhante é a decisão do ator de passear a língua constantemente pela boca, sempre investigando as próprias feridas, num insight que reflete o tique de qualquer um que já descobriu alguma superfície estranha no céu da boca, na gengiva ou no interior das bochechas.

[…]

observem, por exemplo, como o som da capa de Batman batendo sob a força do vento acaba ajudando a conferir verossimilhança a uma ação improvável, já que, de outra forma, estranharíamos o fato do herói voar tão bem

[…]”

O prêmio de PARABÉNS MESMO da semana vai pra Pablo Villaça, com louvor. E eu gostaria de ouvir o barulhinho das teclas do computador dele, de tanto que eu estranhei o fato do crítico escrever tão bem.

Tags: , , , ,

Uma resposta to “olhar crítico”

  1. Márcio Says:

    Etiquetas: “pablo villaça é o rei”
    hahahaha, que maldade.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: